quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

História Real 02 - Despedida de Solteiro I

Relato verídico de uma velha amiga.
O texto aqui reproduzido é na íntegra de autoria da mesma.

___________________________________________________________________________________
Ele ia se casar, merecíamos uma despedida..A despedida seria na casa dele, a casa a qual mora sozinho, e outras vezes já foi nosso ninho de sexo e prazer.
Sexta a noite, depois de passeios pela cidade, e de vários amassos, chegamos em casa..
Incenso de morango para aromatizar, vela para clariar somente o necessario, vinho, uvas, iogurte, pao e mortadela..
Tesao, quimica, emocao, erotismo e muita vontade na pele. Estes eram nossos alimentos..
Banho bem gostoso para preparar bem o corpo para aquela que seria uma noite de despedida de sua solteirisse..
Eu, ja casada, 23 anos, corpo esbelto, um metro e 77cm em 62 kilos, ele, menino homem, 20 anos, olhar penetrante, boca macia e gostosa.
Colchao no chao, incenso e vela acesa, vinho e violao..
Cantamos, bebemos, a garrafa era de cinco litros, teria vinho para a noite toda com toda certeza. Varios copos, várias musicas e de repente, lá estavamos entorpecidos pelo alcool e pela brisa de um baseado.
Começamos entao o ritual..beijos e beijos..sem toque, só beijos, lingua quente, lingua atrevida pra lá, lingua atrevida pra cá, desceu até meu pescoço, meus seios, ele estava com vontade, vontade de homem, de fera, de animal..
Abriu minhas pernas ferozmente, abriu meus labios, e aquela lingua quente e molhada começou a me chupar, começou a me engolir o grelo...enfiava em minha xana, descia, subia como louco, ele tava mesmo com muita vontade de me sentir o gosto..O gosto de meu prazer, desceu até meu cuzinho, e chupava muito gostoso..me fez tremer, me fez gemer..me fez sentir muito prazer...mas tudo bem, eu ia deixar, ia ver até onde ele ia, ia ver até onde ele era capaz, e foi capaz de me fazer encostar em um canto que só mesmo com muito contorcionismo consegui me encaixar, tentando fugir de sua boca que cada vez mais me fazia chegar ao orgasmo, mas eu nao poderia chegar assim, rapidamente, eu queria dar trabalho para ele, mas minha xana tava facinho para aquela boca com tanta vontade e determinaçao..
Eu me encolhia e ele vinha atras, eu fechava minhas pernas, e ele rapidamente as abria com total dominio, e eu nao consegui me desvencilhar, meus gemidos relatavam o que tava sentindo, e quanto mais gemia, mais ele me chupava e me encurralava ali naquela parede, corpo no chao, ja havia deixado o colchao pra tras e lá estava no canto da parede, no frio, mas sem sentir nada disso, só o tesao da sua lingua gostosa em minha xana..
Nao me permiti gozar, nao o permitir terminar, ele nao ia fazer aquilo comigo de primeira mao..nao..eu nao ia deixar..
Consegui me desvencilhar de suas maos e lingua, e o peguei...
'' Voce gosta de provocar né...gosta né..entao tá..vai ter que aguentar agora..''
Ele como quem nao iria perder o desafio respondia..
'' Entao vem...vamos ver...quero ver!''
A afronta despertava mais ainda minha vontade de ACABAR com ele ali em cima daquele colchao..ele ia ver o que era bom, ele ia ver do que eu era capaz..
Nao, nao fui direto ao seu pau nao..que de tao duro parecia um cassete de madeira, estava maior que de costume, mais firme do que sempre, mas nao, nao fui direto lá nao..eu ia brincar com ele..
Comecei por sua orelha, que a cada respiraçao ofegante que ouvia, ele tremia, desci até seu pescocinho ali fragil, todo meu..judiei...ele levantava o pau pra cima emplorando minha boca, mas eu nao ia..desci até o torax e fui brincar com seus mamilos com piercings..
Engolia tudo, lambia..e ele gemia..minha lingua dava voltas enquanto mordiscava os piercings..e ele gemia..desci até sua barriga gostosa, brinquei com meus seios em cima dela, os meus bicos estavam loucos de tesao, duros como uma pedra..frios como uma pedra de gelo passeando naquele corpo quente..
Desci mais, até sua virilha, ele quiz fechar as pernas, mas nao deixei, agora quem estava no comando era eu..
Abri com força...engoli suas bolas, lambi sua base, e cheguei até cabeça com toda minha vontade, mas quando cheguei lá, só dei uma lambidinha pra delirio dele, que subia o corpo procurando minha boca, querendo que minha boca engolisse tudo, rapido e logo, mas nao..ele judiou..eu tbm ia judiar...
Lambia somente, de cima até embaixo, mas nada de abocanha-lo..
Queria ve-lo implorar, mas ele tao atrevido e guerreiro no sexo, como eu, nao faria isso jamais..
Entao meu tesao de engolir aquela tora gostosa foi maior que meu desejo de judiar, entao engoli..
Mas engoli tudinhooo, ele deu um pulo...mas continuou ali, olhando minha cara, olhando pra minha cara de vontade, de satisfaçao em ter aquele pau todo na minha boca, e sentir prazer em chupar..
Enquanto minha boca engolia, eu suspirava, e a cada assopro em suas virilhas ele gemia mais gostoso..
Pediu pra eu trepar nele..
Ok, atendi seu pedido..
Segurei em seus ombros com minhas duas maos, e sentei...mas sentei com vontade, sentei com determinaçao..
Bati varias vezes, afundei tudo que podia, soquei!
Mtas vezes isso, descia e subia batendo minha bunda em sua virilha..os movimentos eram mto rapidos e profundos..
Quando ele rangeu os dentes, eu parei..
Ele nao ia gozar naquela hora, de jeito nenhum, eu nao ia deixar..
Olhei pra ele e o desafiei...
''Vem!''
O filha da puta me deitou, jogou minhas pernas em seus ombros e meteu como um cavalo, descontando tudo que tinha feito nele..
E eu pedia mais...queria mais..e ele ali me fodendo com toda sua força..
E quanto mais forte, quanto mais fundo, mais eu gostava..
O tesao era tao gostoso que nao me importei em gozar antes dele, até porque eu sabia que estava só começando.
Me livrei dele e virei de quatro, erguendo bem minha bunda pra ele meter...posiçao de cadela, e cadela no cio..
Ele segurou forte minha bunda e meteu! meteu mto, meteu maravilhosamente, meteu como cavalo..meteu como bicho..
E eu ali me deliciando...
As metidas ficaram cada vez mais forte até que ele gozou...gozou gostoso..eu senti aquela porra toda dentro de minha boceta bem gostoso...
Sentamos...respiramos, e mais vinhos tomamos..
Ele tinha ganho uma piramide de acrilico para massagem..Eu..ja tinha colocado creme em minha bolsa propositalmente..mas fiquei calada..
Ele fez uma massagem erotica em minhas costas que acendeu novamente meu desejo por mais rola, por mais sexo , por mais prazer..
Depois de terminar a massagem eu ja estava toda arrepiada e querendo mais..
Deitei ele pra entao eu fazer a massagem, mas eu tinha que supera-lo na massagem, eu ia deixar ele doidinho..ele ia ver só.
Vendei seus olhos com um cachecol, baixei seus braços para relaxar aquele corpo de bruços ali, todo meu..
Sentei de pernas abertas em sua bunda, peguei o creme, esquentei em minhas maos, e enquanto minhas maos passeavam por suas costas, meu grelo se esfregava em sua bunda..
Tudo molhado..costas com creme, e minha xana com meu melzinho misturado ao seu prazer..
Alegou ser jogo sujo, por que eu tinha usado coisas a mais, creme, cachecol, venda, e minha xana..
Eu nao me importei, porque se é pra ganhar, jogo pesado mesmo...
Terminei a massagem, o virei de frente, e aquele pau ali, mais uma vez em pé, me esperando..
Cai de boca, sem as maos, pois elas estavam com resquicios do creme da massagem..
Só boca, só lingua..
Apertava aquele pau com meus labios com sede de rola...chupei muito, e ele nada via, ainda vendado..ainda ali dominado..
Totalmente dominado..mas ainda com as maos livres, pra mesmo vendado sentir meus seios duros e com mto tesao..
Foi quando entao vi outro cachecol, e decidi prender tbm suas maos..
Ele relutou, mas eu usei da força e consegui entao amarras suas maos....

Um comentário:

  1. >>> Eu sou de Brasília-DF sou comedor de esposinhas. Adoro comer as esposinhas de meus amigos na frente deles. Adoro gozar dentro das bucetas casadas e mandar o corno limpar tudinho. Tenho 34 anos, qualquer casal que curta entre em contato comigo. ricardaodf@hotmail.com ou (61) 9100-8848

    ResponderExcluir